Infraestrutura

Consulado norte-americano deve ficar pronto em dezembro

Consulado
02/07/2015 09:52:45

Previsão é que sejam emitidos de 500 a 1000 vistos por dia. Mas até lá, moradores terão que se acostumar com as intervenções

Quem mora nas redondezas da Assis Brasil com a Bezerra de Menezes já está acostumado com o cerceamento do prédio na esquina. Transeuntes passam desconfiados e tentam desvendar do que se trata a imponente cerca. Trabalhadores operam sem parar no prédio que será o futuro Consulado dos Estados Unidos (EUA) em Porto Alegre. A instalação do prédio já alterou a rotina dos moradores da região. A rua Bezerra de Menezes está operando com apenas uma faixa próximo da esquina com a Assis Brasil. A obra também compromete a rua Andaraí.

A previsão é que tudo esteja pronto para atendimento ao público em dezembro deste ano. Até lá, os bloqueios permanecem. Apesar dos transtornos, inclusive para pequenos comerciantes das proximidades, alguns benefícios foram percebidos desde o início dos trabalhos. A cercadura e a presença constante de funcionários trouxe uma sensação de segurança maior para quem está habituado com o caminho. Depois de finalizado, esta será a maior área consular no Brasil, com 8 mil metros quadrados de área construída, localizados na Av. Assis Brasil, 1889, antigo endereço do Supermercado Nacional. De acordo com o secretário da Smurb, Valter Nagelstein, a instalação do consulado irá facilitar o acesso aos vistos, além de atrair moradores do interior para a Capital. \\\\\\\\\\\\\\\"Vale ressaltar que o consulado de Porto Alegre irá ser sede do maior centro de negócios do Mercosul, o que estava sendo disputado por Uruguai e Argentina, além de outros estados brasileiros\\\\\\\\\\\\\\\", destaca.

Esta não é a primeira vez que Porto Alegre recebe um Consulado do país norte-americano. A primeira representação dos EUA na Capital data de 1919 e funcionou até 1996 no centro histórico, quando acabou sendo fechada. A previsão é emitir entre 500 a 1000 vistos por dia. Está previsto também, um aumento no número de vistos para os gaúchos, já que existe uma alta taxa de desistência por conta dos altos custos de viagens para outras capitais do Brasil.

Anuncie no Jornal Via Norte, clique e saiba mais.