Segurança

Postos da BM do Sarandi e Parque dos Maias entre outros podem fechar

MEC divulga nesta segunda o resultado do Sisu

DMLU começa a duplicação da coleta automatizada

Leilão de camarotes no Porto Seco será nesta terça-feira, 19

Sine Triângulo e supermercado oferecem 80 vagas de emprego

Rodoviários de Porto Alegre fazem operação tartaruga

Programa de bolsas de ensino da prefeitura da Capital abre inscrições

Listão da UFRGS é divulgado

Saúde começa vacinação contra sarampo em escolas nesta quinta

EPTC faz palestras em Centros de Formação de Condutores

Procon realiza pesquisa de medicamentos

Prefeitura divulga programação de capina e roçada

Escola do Sarandi promove Feira do Livro para alunos e familiares

Desfile marca doação de 175 mil peças à Campanha do Agasalho

Postos
19/02/2016 14:10:56


A população de Porto Alegre tem reclamado, desde o início desta semana, do fechamento de postos da Brigada Militar em algumas regiões, especialmente as mais periféricas. Na Vila Elizabeth, no Bairro Sarandi, por exemplo, o posto deve ser fechado, o que causou preocupação à população. As informações são do Sul 21.

Para esclarecer a situação, os moradores irão se reunir no final de março com o comando do 20º Batalhão, responsável pela região. O posto do Parque dos Maias também já teria fechado, conforme informou a Associação, assim como dois outros na zona Sul da cidade.

Segundo o tenente-coronel José Henrique Botelho, do Comando-Geral da Brigada Militar, as decisões de fechamento dependem de cada comando regional, os quais têm autonomia para “seguir dentro das suas estratégias de melhor aproveitamento de recursos humanos e materiais”. Dentro dessas estratégias, estaria a possibilidade de fechamento para “otimizar” os serviços.

A Associação de Praças da BM (Abamf) vê com preocupação a medida e tem uma estimativa de sete postos que estariam sendo fechados na capital gaúcha, embora o número não seja confirmado. Para o presidente Leonel Lucas, a medida não é necessariamente prejudicial, mas a forma como ela será aplicada deve ser visando a proteção do policial. “Nos preocupamos no que se refere à segurança do brigadiano. Se estiver sozinho nesse posto e, com o fechamento, for ficar com outro colega em uma viatura, seria positivo. O problema é se ele continuar sozinho, como ele está no posto”, aponta.

Foto: Reprodução / YouTube

Anuncie no Jornal Via Norte, clique e saiba mais.