Saúde

Parceria entre prefeitura e Telessaúde deve reduzir filas

08/02/2017 08:56:12

O prefeito Nelson Marchezan Júnior recebeu nessa terça-feira, 7, o coordenador do TelessaúdeRS/UFRGS, Marcelo Gonçalves, para discutir ações de integração e parceria estratégica entre o sistema e a Secretaria Municipal da Saúde. O objetivo é aumentar os índices de resolução nos atendimentos médicos feitos nos postos de saúde e, consequentemente, reduzir filas de espera por consultas com especialistas e exames. A medida reforça o compromisso do governo em dar prioridade à Saúde.
 
De acordo com o coordenador da plataforma, a integração apresenta bons resultados nos municípios do interior do estado, onde a sua utilização é maior. Marcelo Gonçalves explicou que de cada três casos discutidos entre o médico que atende o paciente na Atenção Primária e o médico do TelessaúdeRS, dois continuam sendo atendidos no posto de saúde sem a necessidade de encaminhamento ao especialista. “Estamos tentando aumentar a utilização do nosso sistema pelos médicos da atenção primária daqui de Porto Alegre para que o encaminhamento para os hospitais e ambulatórios de especialidades seja mais ágil, preciso e só ocorra quando realmente houver necessidade”, salientou.
 
Na reunião, o secretário municipal da Saúde, Erno Harzheim, reafirmou a importância da integração. “Discutimos várias estratégias possíveis e, em breve, vamos entregar propostas concretas para a população. Nesta semana já teremos novidades, com o lançamento de um primeiro serviço conjunto, que deve reduzir as filas de espera em uma das especialidades”, ressaltou.
 
Controle e transparência - Erno também destacou que, nesta tarde, foi formalizado o convite para que o TelessaúdeRS/UFRGS integre o grupo formado por equipes das  secretarias municipal e estadual da Saúde e da Procempa, que está desenvolvendo um sistema de informática para o gerenciamento das consultas, internações e urgências na Capital.
 
“Essa parceria está formatando, desenvolvendo e logo estará entregando um produto de alta qualidade, que coloca quem realmente tem mais necessidade na frente da fila. Ou seja, o paciente que, de acordo com critérios clínicos e de tempo de espera, necessitar de atendimento com maior urgência, será encaminhado mais rapidamente para consulta ou internação”, explicou.
 
O secretário municipal da Saúde disse que essa ferramenta deve acabar com os “furos de fila” por contatos e também reduzir as medidas judiciais, uma vez que deve dar mais transparência e controle da situação dos pacientes e das filas de espera.
 
Texto: PMPA
Anuncie no Jornal Via Norte, clique e saiba mais.